Se inscrevam no meu canal Yutube

A partir de hoje vamos ter muitas novidades Tema : Aliança no Casamentosrestauradoemcristo Casamento .https://youtu.be/yMnRSaVkbT8 Pr. Zaqueu Medeiros & Pra Marlene Medeiros Conferencista na área de família

Cobranças no casamento

Cobranças no casamento Tudo começa assim: Você precisa me dar atenção. Só ouvir não é o suficiente. Você precisa se envolver com o que eu digo. Quero namorar, como todos os casais normais fazem. Você faz carinho na nossa filha e até no nosso cachorro, mas em mim, nada. Sua família estala os dedos e você está lá. Quando eu peço alguma coisa, você nunca tem tempo. A gente precisa conversar. Eu quero que você passe mais tempo comigo. Eu estou sempre a fim, mas você tem sempre uma desculpa. Cobranças, cobranças, cobranças. O seu relacionamento está no vermelho? Seu parceiro ou parceira tem sido como aquele cobrador chato que não lhe deixa em paz? Mesmo sendo um comportamento aceitável e compreensível não é bom viver num campo de batalha de acusações e cobranças. Em toda e qualquer discussão as falhas do outro aparecem com destaque mesmo que o assunto em pauta seja outro. Esses pequenos desentendimentos e ressentimentos destroem aos poucos a boa convivência. É muito fácil evitar que a relação chegue a esse ponto, para isso basta conversar. Antes de criticar por criticar numa discussão você deve dizer para o outro o que está errado e como isso pode mudar. Lembre-se que assim como você pode dizer o que pensa o outro também está livre para desabafar sobre os seus defeitos. Nada se resolve num momento de raiva, as coisas apenas ganham uma dimensão muito maior do que realmente tem. Respire fundo e espere pelo melhor momento para conversar. É tão mais fácil saber desfrutar dos bons momentos sem absurdas cobranças, entendendo o outro como ele é, respeitando seus anseios pessoais! Você poderia dizer que se enganou a respeito e depois de algum tempo, percebeu a Verdadeira face do outro... Será mesmo? O interessante é que no início tudo era paixão, tudo era agradável, tudo era recíproco. E de repente, um distanciamento tamanho que mal se ouvem, estando unidos apenas pelo ego. Vale à pena fazer cobranças? Vale à pena medir um amor? Vale à pena julgar o comportamento do outro?

Ministério Amovc

Site Oficial Ministério Amovc O Ministério que acredita em seu casamento. Acesse, curta https://www.ministerioamovc.com.br/artigos Pr Zaqueu Medeiros & Pra Marlene Inacio Medeiros Inacio Conferencista na área de família.

DIVIDIR AS TAREFAS DO LAR AUMENTA A INTIMIDADE ENTRE O CASAL

Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? Amos 3:3 Se o casal não tem condições de pagar uma empregada doméstica, o correto seria o marido ajudar nas tarefas de casa. Qualquer ajuda é bem-vinda, mesmo que pequena, se o marido deixar tudo nas costas da esposa, ela vai ficar sobrecarregada e estressada, porque é muita responsabilidade para administrar, principalmente quando a mesma já trabalha fora e ainda fica com toda responsabilidade do lar, tarefas domésticas, filhos, entre outras tarefas. A divisão de tarefas, muitas vezes, é motivo de briga entre o casal. Normalmente, os homens reclamam e se recusam a lavar a louça, varrer a casa, ir ao supermercado ou qualquer outro tipo de atividade. Mas os tempos mudaram e a participação do companheiro é essencial no dia a dia da vida a dois, principalmente com a inclusão da mulher no mercado de trabalho. A divisão das tarefas domésticas é um dos dramas diários da vida conjugal em que os papéis tradicionais e os ideais modernos sobre igualdade se chocam, as vezes de formas surpreendentes. Uma sala empoeirada pode não ser só uma sala empoeirada. Para os casais mais jovens, dividir as tarefas domésticas significa que mulheres e maridos têm de deixar para trás antigos ideais sobre as mulheres como donas de casa perfeitas. Dividir o mesmo teto significa também colaborar, e para facilitar as atividades domésticas, a recomendação é que cada um escolha o que vai fazer, de acordo com as habilidades e preferências. Por questões de natureza, homens e mulheres têm habilidades diferentes. Sem dúvida, mulher é mais prática nas tarefas domésticas, é realiza com mais perfeição. Já o homem tem uma força física superior, assim como os outros contrapontos de um casamento, essa questão de destinar cada serviço da casa tem que ser resolvida com planejamento, coerência e inteligência. Quando o marido ajuda a esposa, está beneficiando a si próprio, porque além de conseguir a admiração dela ganhará mais tempo para a vida a dois, é isso melhora a intimidade entre ambos. 👉🏼Jamais critique o trabalho feito pelo outro, valorize a ajuda e incentive cada vez mais. 🌹Família Investimento Precioso🌹

POR QUE BONS CASAMENTOS, TERMINAM EM DIVÓRCIO?

São muitos motivos que podem destruir um relacionamento, porém alguns são mais comuns: a falta de união, a falta de compromisso, a falta de diálogo, a falta de responsabilidade de um ou ambos, e principalmente, a falta de comunhão com Deus. Você já ouviu a frase “Casa, mas se não der certo, separe.” Queridos, essa é uma demonstração da banalidade que hoje encontramos no mundo à fora, infelizmente o verdadeiro sentido da palavra casamento, perdeu o valor. Mas creio que se você está lendo esta mensagem, você deseja resgatar, edificar, consolidar e fortalecer sua vida. No livro de Efésios 5: 25-29, temos um ensinamento profundo para nós homens, que diz: "Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a Igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para apresentá-la a si mesmo Igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne, antes a alimenta e sustenta como também o Senhor a Igreja." Analisando esta passagem podemos chegar a uma reflexão e assim ter um casamento abençoado e feliz. A primeira instrução que recebemos do Senhor é que devemos "amar" a nossa esposa como Cristo amou a igreja. A Igreja significa todos os cristãos, que apesar de conhecerem a verdade da Palavra de Deus, ainda assim falham, são teimosos e muitas vezes desobedientes. Imagine se Jesus desistisse de nós? Por isso devemos amar nossas esposa com um amor voluntário, que não mede esforços, que doa, que deseja o bem e como consequência, se torna permanente. Muitas vezes as pessoas dizem: “Eu quero me separar pois eu não amo mais a minha esposa. E as mulheres dizem: Eu não amo mais meu marido”. Entenda que o amor é um mandamento de Deus e não uma coisa que surge do nada. Diga: EU DECIDO AMAR, pois se é um mandamento, requer decisão. A única forma de darmos continuidade a este amor é entendermos que Cristo não é somente o modelo de amor, mas é a Fonte dele. Quando a vida do homem é dirigida pelo Espírito Santo de Deus, ele se torna mais amável, compreensivo, amigo, companheiro e parceiro de sua esposa. Portanto seja um homem de Deus, que ame incondicionalmente a sua esposa e tenha o temor de Deus acima de tudo, pois assim você será fiel até o fim. “O temor do senhor é o princípio da sabedoria..." (Provérbios 9:10) E você, esposa, respeite seu marido e peça sabedoria a Deus para lidar com ele. Provérbios 14:1 diz: “Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos.” A Bíblia também ensina que a esposa não pode ficar discutindo, "falando na cabeça" do marido que não serve a Deus. Veja: “Do mesmo modo, mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, a fim de que, se ele não obedece à palavra, seja ganho sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês. A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro ou roupas finas. Ao contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus.” (1 Pedro 3:1-4) Que você possa acreditar no seu casamento assim como Deus acredita! Ele é o Deus especialista em restaurar relacionamentos, corações feridos e acima de tudo: Sua fé e comunhão com Ele. Deus abençoe e restaure seu lar em nome de Jesus. Fica a dica: 🌹Família Investimento Precioso🌹

Inscrever-se em nosso canal, Dicas para Casais.

#Inscrever-se em nosso canal no YouTube tem sempre uma mensagem de Deus para seu Casamento #
https://youtu.be/NYXUcP20NU0 Pr Zaqueu Medeiros & Pra Marlene Inacio Medeiros Inacio Pra Marlene Medeiros Medeiros Casamentosrestauradoemcristo Casamento #Amovc #Amovc

Também estamos no Instagram! Segue a gente lá! Ministerio Amovc

Estamos também no Youtube!! Ministerio Amovc

O que muda na vida de um casal com a chegada do 1º filho?

O que muda na vida de um casal com a chegada do 1º filho?
MUITOS concordam que ter filhos é uma das maiores alegrias da vida. A Bíblia diz que os filhos são “uma recompensa” de Deus. (Salmo 127:3).
Por mais que o casal queira o filho, saber que ele está na barriga da mãe e em poucos meses estará nos braços dos dois pode dar um nó na cabeça da mulher e do homem. Por tabela, o casal pode entrar em crise. É preciso reorganizar a relação para entrar nesta nova fase de corpo e alma. Homem e mulher, agora, serão também pai e mãe de uma criança indefesa e dependente deles por um longo período de tempo. Isso pode provocar muito medo e insegurança.
É preciso que um se coloque no lugar do outro. Ser empático faz uma boa diferença. Só percebendo os sentimentos de cada um, as suas necessidades e obrigações advindas dessa nova realidade, que será possível buscar uma solução.
Empurrar os problemas com a barriga não leva a nada, aliás, pode levar à separação do casal. O momento é difícil para os dois. Para a mulher, principalmente, devido à sobrecarga física e emocional. É natural que o homem fique em segundo plano, por conta das necessidades do bebê, e se sinta abandonado. Por isso, não se pode perder de vista, que, além do bebê, homem e mulher também precisam de cuidados. Precisam cuidar um do outro!
O marido sábio mostra seu amor à esposa por se informar a respeito do impacto físico e mental que o nascimento de um filho tem sobre a mulher. Se fizer isso, ele compreenderá por que sua esposa talvez tenha mudanças repentinas de humor.
Se às vezes sua esposa reage mal às suas tentativas de ajudar, não fique logo ofendido. (Eclesiastes 7:9) Em vez disso, pense nos melhores interesses dela, não nos seus, e assim não ficará chateado. — Provérbios 14:29.
O marido passar a ver a sua esposa mais como a mãe de seu filho do que como sua mulher, passando a chamá-la de "mãe" e não mais de "querida" ou "amor". A mulher pode fazer o mesmo, vendo seu marido mais como o pai de seu filho do que seu companheiro.
Fica claro que, diante de tudo isso, os conflitos entre o casal podem se intensificar, gerando brigas, discussões e mal entendidos porque ambos tem suas razões para agirem da forma como agem e nem sempre conseguem enxergar ou entender as razões do outro.
Ambos agora não são apenas um casal, há mais um membro na família, o que os leva a cumprirem mais um papel em conjunto: o de pais! O filho é de ambos, portanto, ambos devem conciliar e dividir os cuidados com o bebê. Um pai que acompanha o dia a dia e é solidário com a mãe, dividindo com ela tarefas que possa ou saiba cumprir, entende melhor o cansaço de sua esposa, torna-se cúmplice dela e saberá criar um clima de romantismo e de intimidade, respeitando os limites de sua esposa neste momento. Um beijo, um afago, ficar ao lado da esposa enquanto ela embala o bebê para dormir faz com que ela se sinta amada. Ela, por sua vez, passa a retribuir os carinhos recebidos, o que propiciará um clima de namoro como antes do bebê nascer, colaborando para uma maior intimidade entre o casal.
É importante que haja muito diálogo, compreensão e paciência para ambos entenderem um ao outro e compreenderem que passam apenas por uma fase de rearranjos e de experiências que, se bem administradas por ambos, servirão para uma aproximação maior ainda do casal, através da harmonia e da cumplicidade!
Naturalmente, a chegada de um bebê interfere na vida sexual do casal. Portanto, o marido e a esposa precisam conversar sobre suas necessidades. A Bíblia diz que qualquer mudança no relacionamento sexual do casal deve ser feita por “consentimento mútuo”. (1 Coríntios 7:1-5) Isso exige comunicação.
Conversas são essenciais à medida que o casal se ajusta à nova rotina como pais. Tenham empatia, sejam pacientes e honestos. (1 Coríntios 10:24) Dessa forma, você e seu cônjuge evitarão mal-entendidos e aumentarão seu amor um pelo outro. — 1 Pedro 3:7, 8.