30 DICAS PARA AGRADAR A SUA ESPOSA:

30 DICAS PARA AGRADAR A SUA ESPOSA:
1.     Deixar o trabalho no trabalho e dar atenção à esposa e à família quando chegar em casa.
2.     Dar flores por nenhuma razão específica, mas apenas para dizer "Eu te amo".
3.     Colaborar para manter a casa limpa, cozinhar e ajudar no que for necessário, principalmente se a esposa também trabalha.
4.     Fazer o possível para deixar a tampa do vaso do banheiro abaixada, mas limpa.
5.     Respeitar suas opiniões e entrar num acordo incluindo-as.
6.     Planejar encontros com pequenas surpresas.
7.     Deixar bilhetes românticos antes de sair para o trabalho.
8.     Verificar as portas e janelas da casa se estão trancadas antes de dormir, ou seja, assumir o papel de protetor da família.
9.     Cobri-la à noite caso esteja frio e sua coberta estiver fora da cama.
10.   Agir como "Homem" nas situações que exigem coragem e honestidade.
11.   Quando estiver pronto para a sessão "beijos e abraços", tenha certeza de estar perfumado e com os dentes escovados.
12.   Colocar em prática o poder de seu toque. O toque produz oxitocina, um hormônio que diminui o estresse e aumenta a confiança, seja através de suas mãos, abraços, beijos.
13.   Estar interessado no que ela tem a dizer e prestar atenção em suas ideias. Olhar no olho, conversar.
14.   Jamais diminuir a mulher, principalmente em frente às outras pessoas.
15.   Planejar momentos a dois e lutar para fazer acontecê-los demonstra que você a ama e quer passar seu tempo com ela.
16.   Pedir desculpas quando errar e saber perdoar quando ela erra.
17.   Ser grato por sua dedicação à família e a tudo que faz, e ajudá-la sempre que possível.
18.   Demonstrar que a aprecia mais por ações que por palavras.
19.   Sempre lembrar de datas importantes, como aniversário, aniversário de casamento e outras.
20.   Ser um pai presente, passar tempo de qualidade com os filhos.
21.   Ser um pai unido à mãe nas decisões relacionadas aos filhos.
22.   Elogiar sua aparência, mesmo de manhã, com a cara amassada e o cabelo despenteado.
23.   Querer ficar mais na cama com ela pela manhã.
24.   Não apressá-la.
25.   Mandar um SMS sem motivo, somente para dizer coisas boas.
26.   Ser carinhoso, abraçar e beijar, mesmo quando não estiver interessado em sexo.
27.   Incluir a esposa quando faz planos para o futuro.
28.   Correr do trabalho para casa, porque está com saudade da família e fazer do seu lar um refúgio.
29.   Preocupar-se com sua saúde e agir para cuidar da mesma.
30.   Fazê-la sorrir, com uma brincadeira, ou com um sorriso maroto. Detalhe, o sorriso terno também a fará sorrir.

Confesso que foi mais fácil arranjar 30 itens a partir dos homens quando disseram o que suas esposas fariam para se sentirem mais apreciados do que a lista das mulheres. Isso pode ter duas explicações:
1.     Os homens estão muito carentes e nós esposas precisamos demonstrar mais nossa apreciação por eles ou;
2.     As mulheres são mais fáceis de agradar que os homens ou muitas ainda pensam que somente os homens precisam fazer muitas coisas.

De qualquer maneira, se ambos estiverem dispostos a fazer ou melhorar em algumas coisas dessa lista, tenha certeza que a chama se manterá acesa, que o convívio progredirá e muito, e que, mais do que nunca, seu casamento será um sucesso, pois a comunicação fluirá como deve, e, consequentemente, todas as outras coisas necessárias à felicidade estarão presentes. Comece hoje a apreciar sua esposa e o casamento!

Não deixe de ler o artigo "30 dicas para agradar o seu marido"!
------------------------------------------------------------------------------

30 DICAS PARA AGRADAR SEU MARIDO

30 DICAS PARA AGRADAR SEU MARIDO
Conversei com meu marido por um bom tempo para escrever esse artigo. Primeiro pedi-lhe que listasse as coisas que faço com as quais ele se sente apreciado. Depois pedi-lhe que listasse algumas coisas que poderia melhorar para que ele se sentisse ainda mais apreciado. Também perguntei a alguns amigos o que suas esposas fazem que os ajudam a sentirem-se queridos.
E aqui vai a lista de sugestões de coisas que você pode fazer ou melhorar para que seu esposo saiba de seus sentimentos, e consiga progredir como homem, pai e marido.
1. Dizer por favor quando pedir que faça algo para você.
2. Ser dócil nas palavras, não use palavras duras.
3. Ser grata por tudo o que ele faz para a família.
4. Reconhecer os esforços no trabalho.
5. Elogiar as pequenas coisas que ele faz no dia a dia para você.
6. Encorajar gentilmente, sem cobrar, mas fazendo o caminho juntos.
7. Acreditar em seu potencial, que ele é capaz de fazer o que precisa.
8. Amar incondicionalmente. Isso inclui ver além das imperfeições.
9. Ter um coração calmo. Não explodir por qualquer coisa.
10. Saber perdoar. Não ficar guardando mágoas e ressentimentos.
11. Relevar pequenos defeitos, e focar nas qualidades.
12. Não escalar brigas, mas ser pacífica e não fazer um drama por pequenas coisas.
13. Se a esposa não trabalha, pode ajudar a manter a casa limpa e organizada, com o sentimento de serem sempre bem-vindos ao lar.
14. Quando for a vez da esposa cozinhar, pode preparar a comida com amor e carinho.
15. Cuidar-se, perfumar-se, estar sempre pronta para o que der e vier.
16. Olhar nos olhos com carinho.
17. Bom humor e positividade à toda prova.
18. Ter um sorriso no rosto, principalmente quando ele chega em casa ou faz algo para você ou mesmo quando você chega em casa. 
19. Se ele apreciar sua preferência de música, tenha certeza que lhe dá espaço para que possa apreciar o estilo de música dele.
20. Ele se sente inspirado por sua forte determinação em agir na vida, então aja com integridade.
21. Ele também preza seu senso de justiça e caridade, o que o faz sentir apreciado por ter sido escolhido por você.
22. Ser pontual é traduzido por ele como respeito e apreciação por ele.
23. Não reclamar da vida nem das condições que ele trabalha duro para lhe dar. Se você trabalhar, não jogue na cara dele que paga isto ou aquilo.
24. Ser positiva, ter esperança e lutarem juntos por um futuro melhor o faz sentir apreciado.
25. Querer viver aventuras juntos diz que você aprecia sua companhia.
26. Pedir a ajuda dele para coisas triviais, como fechar o zíper do vestido.
27. Dar valor à sua opinião em todos os aspectos da vida familiar.
28. Ser honesta, mas sutil. Criticar menos e dar mais o exemplo do que precisa ser feito.
29. Ser companheira e compreensiva. Lembrar do sentimento primeiro que existia quando se apaixonaram e quiseram ficar juntos.
30. Deixe bilhetes apreciando sua pessoa, seus atos.
Todas nós precisamos melhorar em algumas coisas dessa lista. Afinal, também queremos maridos que nos apreciem, e podemos melhorar em muitas coisas e consequentemente eles também nos farão sentir mais apreciadas.
Veja também o artigo "30 dicas para agradar a sua esposa", e compartilhe com os homens e maridos, com dicas dadas pelas esposas destes maridos e vejam que a reciprocidade, o respeito, o amor e consideração são apreciados por ambos.



Casamento via WhatsApp

WhatsApp, o sistema de mensagens instantâneas muito usado em smartphones, está deflagrando uma nova forma de interação entre as pessoas, que agora preferem enviar mensagens de texto do que falar. Agora, também está se tornando o método preferido para os casais se comunicarem. Mas isso pode afetar o casamento? Em que sentido? "É mais barato, mais rápido, mais fácil, você pode comunicar-se a qualquer momento." Isto é o que pensa um número cada vez maior de pessoas em todo o mundo, graças ao crescimento do uso de smartphones, o que, sem dúvida, está sinalizando uma mudança significativa liderada por aplicativos de mensagens instantâneas ou chamados "chats" de bate-papo. "Há 20 anos você esperava que te telefonassem em casa. Dez anos atrás, esperava uma chamada via celular ou mensagem SMS. Cinco anos atrás você esperava um e-mail ou mensagem de bate-papo no Hotmail. Hoje você espera um WhatsApp", diz Jaime Hoyos no Portal LaInformacion.com. Mas como tudo tem seus "prós" e "contras", essa nova moda também não será exceção. Analisemos as vantagens e desvantagens dessa mudança desencadeadas pela tecnologia. Os pontos a favor Os avanços tecnológicos têm seu mérito e despertam admiração. Neste caso estamos falando de um sistema que cruza fronteiras. Sem pagar um único centavo, oferece a possibilidade de uma conversa em tempo real com as pessoas, que tanto podem estar a poucos metros, como podem estar do outro lado do mundo. No caso de relacionamentos próximos, como num casamento, por exemplo, esse bate-papo tornou-se o canal de comunicação preferido para muitos casais, porque pode facilitar a interação mesmo que ambos os cônjuges se encontrem em seus empregos ou ocupados em suas tarefas diárias . Segundo Mireia Fernandez, uma pesquisadora da Universidade Aberta da Catalunha e especializado nas implicações sociais da telefonia móvel, "casais usam celular, seja via SMS ou mensagens instantâneas do WhatsApp, para dizer "coisas carinhosas", para administrar o dia-a-dia e para tomar pequenas decisões, como comprar algo para a casa. Aplicações mais avançadas permitem o envio de fotos instantaneamente e até mesmo mensagens de voz, o que as torna o meio ideal para que os casais estejam em contato constante, sem ter que falar na frente dos outros, e assim preservar a privacidade. E porque são grátis, podem ser usados de forma contínua. "('Os vários usos do WhatsApp, SMS e e-mail em nas relações entre casais', Ca saCocheCurro.com) Mas, como qualquer nova tecnologia, o WhatsApp precisa ser bem usado para evitar surpresas, pois as características deste canal podem criar relações mais frias, ansiedade, e, paradoxalmente, "falta de comunicação" entre o casal. Mas o que há de não tão favorável? Uma das questões que podem se converter em uma fonte de conflito é o fato de que o WhatsApp e outros sistemas de comunicação instantânea são justamente "instantâneos", o que significa que o usuário deve estar disponível o tempo todo e deve responder rapidamente às mensagens que são enviadas. "Não importa se você está no trabalho, praticando um esporte ou em um funeral. A resposta deve ser instantânea. Se o casal permitir que esta dinâmica exista no seu relacionamento, a controvérsia está pronta", opina o jornalista Jaime Hoyos. Em algumas pessoas isso pode causar ansiedade e, por vezes, desconfiança ou dúvidas do tipo "por que você não responde?" ou "O que estará fazendo ?". "Você tem que saber como administrar a sua conectividade, c aso contrário o WhatsApp pode violar a privacidade", diz o psicólogo Pablo Viudes no artigo "Como superar seu vício ao WhatsApp". "A disponibilidade de pessoas é a base de sua autoafirmação. Se você não pode responder na hora, então não pode e pronto", acrescenta o especialista. Os especialistas aconselham dialogar com o parceiro se pressentem que situações podem causar mal-entendidos e assim evitar conflitos. Frieza é outro dos aspectos que mais preocupam num ambiente virtual, e num casamento pode ser ainda mais grave. Os aparatos tecnológicos devem ser ferramentas de apoio, mas nunca podem substituir uma conversa com o seu cônjuge, uma palavra de carinho, ou um abraço. É preciso saber como dar a cada coisa o seu uso adequado e, desse modo, ninguém sairá prejudicado. Obviamente este canal de comunicação não deve ser a única forma de interação com cônjuge. Deve ser combinado com o tradicional e nunca obsoleto contato físico. Dedicar um tempo semanal para compartilhar com cônjuge é essencial. Deve ser um momento de intimidade na vida corrida do dia a dia. Na verdade, o problema não é o WhatsApp nem o smartphone, mas sim o mau uso feito destes. Embora possa ser uma ferramenta maravilhosa, também pode ser um obstáculo para o relacionamento conjugal. Fontes: LaFamilia.info , LaInformacion.com, LaVanguardia.com, CasaCocheCurro.com

30 dinâmicas para grupos de jovens cristão

01. Meus sentimentos Objetivo: apresentação e entrosamento Material: papel, lápis de cor. Desenvolvimento: cada um deve retratar num desenho os sentimentos, as perspectivas que têm. Dar um tempo para este trabalho individual que deve ser feito em silêncio, sem nenhuma comunicação. Num segundo momento as pessoas se reúnem em subgrupos e se apresentam dizendo o nome, de onde vem, mostrando o seu desenho explicado-o. O grupo escolhe um dos desenhos para ser o seu símbolo apresentando-o e justificando. Pode-se também fazer um grupão onde cada um apresenta mostrando e comentando o seu desenho. Palavra de Deus: Fl. 1,3-11 SL 6. 02. Mancha ou ponto Objetivo: oração, pedido de perdão, preces, revisão de vida... Material: uma folha branca com um ponto escuro ou mancha, bem no centro da mesa. Desenvolvimento: mostrar ao grupo a folha com o ponto ou mancha no centro. Depois de um minuto de observação silenciosa, pedir que se expressem descrevendo o que viram. Provavelmente a maioria se deterá no ponto escuro. Pedir, então, que tirem conclusões práticas. Exemplo: em geral, nos apresentamos nos aspectos negativos dos acontecimentos, das pessoas, esquecendo-nos do seu lado luminoso que, quase sempre, é maior. Palavra de Deus: 1 Cor 3,1-4 Sl 51 03. Identificação Pessoal com a Natureza Objetivos: Auto conhecimento e preces Material: Símbolos da natureza, papel e caneta. Desenvolvimento: 1. Contemplação da natureza. Cada um procura um elemento na natureza que mais lhe chama a atenção e reflete: Porque o escolhi? O que ele me diz? 2. Formação de pequenos grupos para partilha. 3. Cada pequeno grupo se junta com o outro e faz uma nova partilha. O grupo escolhe um como símbolo e formula uma prece. 4. Um representante de cada grupo apresenta o símbolo ao grupo, fazendo uma prece. Palavra de Deus: Gn 1,1-25 04. Quem sou eu ??? Objetivo: Conhecimento Pessoal Material: papel e caneta Desenvolvimento: 1. Refletir individualmente: - A vida merece ser vivida? - Somente a vivem os que lutam, os que querem ser alguém? 2. Escrever numa folha - Quem sou eu? (enumerar seus valores, qualidades e defeitos). - O que eu quero ser? (escrever o que quer com a vida, os seus objetivos e ilusões). - Como atuo para chegar no que quero? 3. Terminada a reflexão pessoal, formar grupos para partilhar. 4. Avaliação: - Como cada um se sentiu ao se comunicar? - E depois da dinâmica? Palavra de Deus: Gn 1,26-31 Sl 139 05. O outro Lado Objetivos: ver o objetivo comum do grupo. Processo de comunhão e união. Análise da realidade. Desenvolvimento: (não dizer o objetivo da dinâmica). O coordenador pede a todos que se coloquem no fundo da sala ocupando toda parede. Pede silêncio absoluto, muita atenção para a ordem que vai ser dada e que sejam rigorosamente fieis a ela. Deve manter silêncio durante a dinâmica. A ordem é a seguinte: Vocês deverão procurar como grupo, atingir o outro lado da sala, da forma mais rápida possível e mais eficiente. Repete-se a ordem várias vezes. O coordenador dirá que a ordem não foi cumprida, pede ao grupo que recomece. Repita a ordem várias vezes, pedindo que haja silêncio. NOTA: É bom que haja obstáculos pelo meio da sala (cadeiras...) dificultando a passagem. Ele considerará a tarefa cumprida quando julgar que o grupo se aproximou do ideal alcançando o outro lado unido, obedecendo ao ritmo um dos outros, tendo incluindo todos na travessia. Em seguida fazer comentários sobre tudo que observaram e sentiram: - Como cada um se sentiu? - Quem se sentiu esmagado e desrespeitado? - Quem ais correu ou empurrou? - De que forma as lideranças foram se manifestando??? - Houve desistência no meio do caminho? - Surgiram animadores??? Palavra de Deus: 1 Cor. 12,12-27 Sl 133 06. Espelho Objetivo: Partilha dos sentimentos. Desenvolvimento: O ambiente deve ser silencioso. Cada um deve pensar em alguém que lhe seja muito importante, aquém gostaria da atenção em todos os momentos, alguém que se ama de verdade, que merece todo cuidado. Entrar em contato com essa pessoa e pensar os motivos eu os tornam tão amada. (Deixar tempo para interiorização). Agora cada um vai encontrar a pessoa que lhe tem um grande significado. Cada um em silêncio profundo se dirige até a caixa, olha a tampa e volta em silêncio para seu lugar. Depois se faz a partilha dos próprios sentimentos, das reflexões e conclusões de cada um. Palavra de Deus: Lc 12.1-3 Sl 131 07. Números Objetivos: Conhecimentos Pessoais. Material: Cartões com números diferentes. Desenvolvimento: Cada participante recebe um número que não deve ser mostrado para ninguém. Dada a ordem, cada um vai procurar o número igual e não acha. Comentam-se as conclusões tiradas (Somos únicos e irrepetíveis perante ao outro). Palavra de Deus: Lc 15.3-7 Sl 8. 08. Construção de uma cidade Objetivos: reflexão sobre a realidade. Material: Fichas com nomes de profissões. Desenvolvimento: Cada participante recebe uma ficha com o nome de uma profissão e deve encarna-la. Por um instante analisar a importância daquela profissão. Depois da interiorização deve dizer. Vamos viajar porque aquela cidade fica distante (atitude de quem viaja no mar). Depois dizer: o navio vai afundar só há um bote que pode salvar sete pessoas. O grupo deverá decidir quais as profissões mais urgentes que devem ser salvas. Analisar profundamente e iluminar com um texto bíblico. Palavra de Deus: Mt 7,26-27 Sl 127 09. Sensações de vida ou morte Objetivo: analisar a pratica e revisão de vida. Material: duas velas uma nova e outra velha. Desenvolvimento: grupo em círculo e ambiente escuro. Eu..., tenho apenas cinco minutos de vida. Poderia ser feita em minha existência e deixar de fazer...(a vela gasta, acesa, vai passando de mão em mão). Apaga-se a vela gasta e acenda a nova. Ilumina-se o ambiente. A vela passa de mão em mão e cada um completa a frase: Eu..., tenho a vida inteira pela frente e o que eu posso fazer e desejo é ... Analisar a dinâmica e os sentimentos. Palavra de Deus: Mt 6,19-24 Sl 1. 10. Perfume – Rosa e bomba. Objetivo: celebração penitencial e compromisso. Material: não há material, usar a imaginação. Desenvolvimento: o grupo deve estar em círculo. Colocados imaginariamente sobre a mesa. Estão o perfume, a rosa e a bomba. Um dos participantes pega inicialmente o vidro de perfume, faz o que quiser com ele e passa para o colega do lado. Faz-se o mesmo com a rosa e por último com a bomba. Palavra de Deus: Mt 7, 7-12 Sl 101 11. Valores Objetivo: reconhecer os valores e qualidades. Material: Cartões com valores escritos. Desenvolvimentos: cada pessoa recebe um cartão com um valor que ela possua. Deixar um momento para a reflexão pessoal. Depois cada um vai dizer se considera ter mesmo este valor ou não. E se reconhece no grupo alguém que tem o mesmo valor. Só no final da dinâmica, alguns guardam para si, outros souberam recomeçar este valor em outra pessoa, outros até duvidam o cartão com quem tem o mesmo valor. Palavra de Deus: 1 Cor. 12,4-11 Lc 1, 46-55. 12. Valores II Objetivo: ressaltar o positivo do grupo. Material: folhas, canetas e alfinetes. Desenvolvimento: cada participante recebe uma folha em branco. Depois de refletirem um momento sobre suas qualidades, anotam na folha colocando o seu nome. Em seguida prendem a folha com alfinete nas costas e andam pela sala, um lendo os valores dos outros e acrescentando valores que reconhecem no companheiro. Só no final todos retiram o papel e vão ler o que os colegas acrescentaram. Palavra de Deus: Ef 4, 1-16 Sl 111 13. Dinâmica de apresentação Objetivo: conhecimentos mútuos, memorização dos nomes e integração grupal. Desenvolvimento: Cada um dirá o próprio nome acrescentando um adjetivo que tenha a mesma inicial do seu nome. Roberto Risonho. O seguinte repete o nome do companheiro com o adjetivo e o seu apresenta acrescentando um adjetivo para o seu nome e assim sucessivamente. Exemplos: Roberto Risonho, Nair Neutra, Luzia Linda, Inácio Inofensivo. Palavra de Deus: Ap. 2,17 Sl 139 14. A maleta Objetivo: conscientização sobre a estrutura da sociedade que reforça a defesa dos interesses particulares, não estimulando o compromisso solidário. Material: uma maleta chaveada, chave da maleta, dois lápis sem ponta, duas folhas de papel em branco, dois apontadores iguais. Desenvolvimento: forma-se duas equipes. A uma equipe entrega-se a maleta chaveada, dois lápis sem ponta e duas folhas de papel em branco dentro da maleta. A outra equipe entrega-se a chave da maleta e dois apontadores iguais. O coordenador pede que as duas equipes negociem entre si o material necessário para cumprimento da tarefa que é a seguinte: ambas deverão escrever Eu tenho Pão e Trabalho. A equipe vencedora será a que escrever primeiro e entregar a frase para o coordenador. A frase deve ser anotada no quadro ou em cartaz em letra grande e legível. Palavra de Deus: 2 Cor 9, 6-9 Sl 146 15. O Helicóptero Objetivo: apresentação e entrosamento. Desenvolvimento: (duração 40 minutos). Faz-se um círculo com os participantes da reunião. O coordenador convida a todos a fazerem um passeio de barco a remo. Inicia-se o passeio. Todos devem fazer gestos com os braços, como se estivessem remando. O coordenador anuncia a chegada à ilha. Todos podem passear por ela, à vontade (todos passeiam pela sala e cumprimentam o companheiro). O coordenador anuncia a todos que houve um maremoto e a ilha vai se inundada. Por isso, virá um helicóptero para resgatar o grupo. Porém ele não comporta todos de uma vez. O grupo deverá organizar rapidamente seguindo as orientações. a) O helicóptero chegou. Ele levará cinco pessoas. b) O helicóptero voltou. Desta vez levará quatro pessoas, e estas devem ser estranhas umas das outras. c) Nosso helicóptero deu pane no motor. Veio desta vez um menor. Só levará tr6es pessoas e devem ser de comunidades diferentes. Quem não seguir orientação poderá ser jogado no mar. d) O helicóptero esta aí novamente. Vai levar quatro pessoas, devido o perigo de afogamento. Mas continua a exigência o grupo deve ser formado por pessoas que ainda não se conhecem. e) O helicóptero não pode voltar mais. Acabou o combustível. Temos que sair de barco. Há uma exigência fundamental: levar uma pessoa desconhecida com quem não se conversou ainda. f) Anuncia que todos foram salvos. NOTA: Dá-se o tempo necessário para os grupos discutirem as questões. Elas podem ser como sugeridos abaixo ou pode-se elaborar outras de acordo com a realidade do grupo. Sugestões para as questões a) Grupo de cinco pessoas: seu nome. Nome do grupo e o significado do mesmo. Nome da comunidade ou atua, mora. Qual o eu ideal? b) Grupo de quatro pessoas: seu nome. O que faz na comunidade? Estuda? O que? Onde? O que espera do curso e o que gostaria que fosse tratado? c) Grupo de três pessoas: Como se sente aqui? Porque veio? O que é pastoral para você? E movimento? Como esta organizada a pastoral na sua paróquia? d) Grupo de quatro pessoas: O que é céu? O que achou desta dinâmica de conhecimento e entrosamento? Porque? e) Grupo de três pessoas: Agora converse com alguém que você não conhece e com quem não tenha conversado ainda. Palavra de Deus: Jo 13, 34-35 Sl 133 16. Camisetas Objetivo: Conhecimento mútuo e levantamento da realidade. Material: Alfinetes ou fita adesiva, pincéis ou canetas, folhas de jornal e tesoura. Desenvolvimento: Cada participante pega uma meia folha de jornal, rasga ou corta as pontas de cima no formato de camiseta. Escreva na camiseta de jornal. O seu nome, que trabalho faz. Onde trabalha, se gosta ou não do trabalho. Pode dar as seguintes orientações: escreva ou desenhe algo que caracterize sua vida de trabalhador. Prega-se a camiseta no corpo e circula pela sala para cada um ler o que outro escreveu ou desenhou. 17. A Bala Objetivo: Despertar a importância do outro. Despertar a solidariedade. Perceber o nosso individualismo. Descobrir soluções em conjunto com outras pessoas. Material: Algumas balas. Dois cabos de vassoura ou varas. Barbantes. Desenvolvimento: pede-se dois voluntários para abrir os braços. Por a vara ou cabo da vassoura nos ombros acompanhando os braços e amarrar os braços abertos na vara, para não dobrar. Por as balas numa mesa e pedir aos dois para chuparem balas sem dobrar os braços que estão amarrados. Analisar a dinâmica: Como se sentiram? O que o grupo observou? Poderia ter sido diferente? Por que os dois agiram assim? Isso tem alguma coisa com o nosso dia a dia? O que acharam da dinâmica? Pode confrontar com a Palavra de Deus? Palavra de Deus: AT.4, 32-37 Sl. 15 18. Árvore da Vida e Árvore da Morte Objetivo: Refletir sobre os sinais de vida e morte no bairro, na comunidade, na família, no grupo de jovens. Material: um galho de árvore seco, um galho de árvore verde, caneta ou pincel e pedaços de papel. Desenvolvimento: em pequenos grupos descobrir os sinais de vida e morte que existem no bairro, na família, no grupo de jovens... Depois, diante da árvore seca e verde vão explicando para o grupo o que escreveram e penduraram na árvore. No intervalo das colocações pode-se cantar algum refrão. Iluminar com a palavra de Deus e em grupo refletir: Iluminados pela prática de Jesus, o que fazer para gerar mais sinais de vida e enfrentar as situações de morte de nosso bairro etc. Fazer a leitura de João 15,1-8. Depois cada participante toma um sinal de morte da árvore e faz uma prece de perdão e queima, em seguida cada um pega um sinal de vida e leva como lembrança e desafio. Palavra de Deus: Jo. 15, 1-8. Sl 1. 19. Virar pelo avesso Objetivo: Despertar o grupo para a importância da organização Desenvolvimento: 1° Passo: formar um círculo, todos de mãos dadas. 2° Passo: O coordenador propõe o grupo um desafio. O grupo, todos deverão ficar voltados para fora, de costas para o centro do círculo, sem soltar as mãos. Se alguém já conhece a dinâmica deve ficar de fora observando ou não dar pistas nenhuma. 3° Passo: o grupo deverá buscar alternativas, até conseguir o objetivo. 4° Passo: depois de conseguir virar pelo avesso, o grupo deverá desvirar, voltando a estar como antes. 5° Passo: Analisar a dinâmica: O que viam? Como se sentiram? Foi fácil encontrar a saída? Porquê? Alguém desanimou? Porquê? O que isto tem a ver com o nosso dia a dia? Nossa sociedade precisa ser transformada? O que nós podemos fazer? Palavra de Deus: Ex 18, 13-27 Sl 114

Os Dez Mandamentos dos Casais

I - Nunca irritar se ao mesmo tempo. II - Nunca gritar um com o outro. III - Se alguém deve ganhar numa discussão, deixar que seja o outro. IV - Se for inevitável repreender, fazê lo com amor. V - Nunca jogar no rosto do outro os erros do passado. VI - A displicência com qualquer pessoa é tolerável, menos com o cônjuge. VII - Nunca ir dormir sem ter chegado a um acordo. VIII - Pelo menos uma vez ao dia, dizer ao outro uma palavra carinhosa. IX - Cometendo um erro, saber admiti lo e pedir desculpas. X - Quando um não quer, dois não brigam.

Curso de Cerimonialista

CURSO DE ASSESSORIA E CERIMONIAL DE EVENTOS EVANGÈ
LICOS. Mais informações para inscrição enviar um e-mail para contato@ministeriodecasaisamovc.com ou zaqueumarlene@gmail.com Vagas limitadas SOBRE PR. ZAQUEU MEDEIROS & PRA. MARLENE MEDEIROS Ministério Amovc Assessoria de Eventos. Formada em IBRADEA área de eventos, Trabalhou durante anos em igrejas organizando casamentos e festas sociais! Trabalhou como coordenadora de eventos Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo! Depois de conquistar experiência com eventos, resolveu montar seu próprio negócio de assessoria e cerimonial. • Cerimonial; • Etiqueta; • Cerimonial e protocolo; • Cerimonialista; • Mestre de cerimônia; • Importância do cerimonial para os seres humanos; • Cartões; • Cumprimentos; • Maneiras para negociar; • Hospitalidade; • Pontualidade; • Superstições; • Presentes; • Condutas; • Quando organizar solenidades; • Cerimonial e protocolo foram criados para determinar procedimentos e evitar embaraços; • Casamento na igreja; • Cortejo do casamento na igreja; • Casamento indiano; • Cortejo do casamento indiano; • Objetivo do cerimonial; • Funções do cerimonial; • Comissão de cerimonial; • Levantamento de necessidades; • Durante e após o evento; • Cerimonialista, apresentador de eventos e mestre de cerimônias; • O porquê das cerimônias; • Os elementos das cerimônias; • Dicas úteis para cerimonialistas; • Tipos de cerimonial; • Perfil do profissional de cerimonial; • Ordem de precedência; • Da presidência; • Do lugar a honra; • Da representação; Acesse:www.ministeriodecasaisamovc.com Pr. Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros

Tema :Será que eu quero a restauração da minha família?

Deus tem salvação, cura e restauração para todas as famílias, mas será que as famílias querem saber de Deus? Tenho lido inúmeros e-mails contando os mais diversos problemas familiares. Homens e mulheres dizem já não suportar a dor que é imensa diante de situações adversas como separações, brigas, violências e traições. Acredito que cada um esteja falando a verdade e me solidarizo com a dor que carregam. Porém, nem todos são sinceros quando dizem que estão dispostos a lutar pela sua família. Vejo as pessoas até desejosas por mudança, entretanto acomodadas. Reclamam da sua vida mas são profundamente rebeldes e duras, são incapazes de ouvir um único conselho e praticá-lo, seguí-lo com firmeza. Não fazem absolutamente nada por suas famílias e acham que as coisas vão mudar sozinhas, pensam que o milagre só depende de Deus e esquecem que depende delas também. Vão a igreja cumprir um ritual, praticam uma fé emocional nos cultos e quando saem da igreja, antes mesmo de chegarem em casa, já estão desanimadas e sem esperança novamente. Insistem em seguir igrejas onde sequer vêem milagres e mesmo assim ficam na mesmice achando que a vida é assim porque Deus quer que seja e ainda falam mal das igrejas onde os milagres acontecem. Você é daqueles que ficam questionando quando vêem um testemunho? Acha que é tudo armado e que as pessoas são pagas para falar aquilo? Diz que Igreja só sabe pedir dinheiro? Se acha injustiçado (a) e diz que Deus só abençoa os outros? Se você é alguém que age e pensa assim, eu tenho uma má notícia: SUA VIDA, SUA FAMÍLIA E SUAS FINAÇAS VÃO CONTINUAR NA MISÉRIA! A fé tem que ser inteligente, ou Deus é contigo e sua vida muda ou quem você serve não é a Deus porque sua vida continua a mesma entra ano e sai ano. Ou você luta com Deus pelo seu casamento e ele é transformado ou o que você chama de lutar é um sofrer em vão que não está surtindo nenhum efeito na sua vida familiar. Deus não falha e não mente, se Ele ressuscita um morto porque ainda não ressuscitou seu casamento? É porque Deus não está fazendo a parte dele ou é você quem não fazendo a sua? Pode ser que na sua cabeça você tentou de tudo, mas quem planta tudo colhe tudo e como você está colhendo o nada? Alguma cosia está errada, não é mesmo? Famílias restauradas e salvas são formadas por pessoas transformadas e salvas, por isso o primeiro passo é se abrir para que Jesus faça a diferença na sua vida antes de qualquer coisa, é preciso ter uma vida que realmente demonstre alguma diferença. Quando Deus encontra lugar na vida de uma pessoa começa então a entrar a cura, o bálsamo de Gileade que limpa todas as feridas, traumas e decepções. Vem o quebrantamento e o arrependimento, brota a esperança e nasce o desejo de ter uma vida diferente e se empenhar para ter esta vida. Este processo não é só individual pois toda a família e quem está ao redor é impactado pela transformação que Deus opera. O poder do Espírito Santo entra dentro de você e agora você não está mais só para enfrentar a vida. Sua guerra é a guerra de Deus e ele com a própria mão te conduz pelos caminhos certeiros que vão te levar a vitória que tanto seu coração deseja. Vencer é um dom que só repousa sobre a vida daqueles que realmente estão abertos e dispostos a fazer sua parte porque Deus não falha em cumprir a parte que lhe cabe. Faça uma análise sincera da sua vida. Assim como a dos demais seres humanos ela não tem sido fácil. Mas faça uma retrospectiva: Quantos conselhos, pregações e aconselhamentos você já ouviu? Quantos você realmente seguiu a risca? Se Deus te falou algo faça, não endureça o seu coração mais decida resolutamente seguir a Deus até as últimas conseqüências e Ele transformará sua vida da água para o vinho em nome de Jesus. Se revolte, não se acomode.

Tema:Como lutar pela restauração do meu casamento?

Como lutar pela restauração do meu casamento? Existem publicadas diversas matérias, palestras e ministrações incentivando e estimulando as pessoas a lutarem por seus casamentos. No entanto, estes mesmos artigos pouco esclarecem sobre o que na prática deve ser feito. Aí surgem inúmeras perguntas sem respostas. Talvez você também já tenha se perguntado O QUE FAZER? Vamos conversar sobre algumas possibilidades e você analisa quais se encaixam com a sua fé: - Em primeiro lugar é preciso reconhecer que pelas suas forças e sabedoria humana você não tem condições de vencer o mal que sobreveio sobre seu casamento, afinal, se você pudesse resolver tudo sozinho ou se suas estratégias fossem boas vocês não teriam chegado onde chegaram; - Isso não significa admitir que é fracassado, mas admitir que Deus sabe mais do que cada um de nós e seguindo a orientação Dele é impossível não conquistar a vitória; - Reconhecer e aceitar que você necessita de Deus e buscar ajuda Dele para realmente vencer esta batalha; Colocando a fé em ação: - Se você não pertence a nenhuma igreja é hora de procurar e estar debaixo de uma cobertura espiritual para receber palavra, apoio e orientação para lutar contra o mal que quer destruir sua família; - Se você já serve a Jesus, Glória a Deus!. Procure na sua igreja pessoas que enfrentaram problemas semelhantes e já venceram para que te ajudem nesta caminhada; - Se na sua igreja as pessoas são motivadas a se conformar e esperar para ver se um dia Deus faz alguma coisa e nada acontece isso é um problema sério. Como você pode esperar por um milagre num lugar onde milagres não acontecem? Como você pode crer que Deus cura se há pessoas há anos com os mesmos problemas? Como você pode crer que Deus restaura um casamento se há casais que chegaram na igreja com problemas e continuam com mesmos problemas e às vezes até piores? - Existem milhares de pessoas enchendo os bancos das igrejas vivendo os mesmos problemas há anos. Há aqueles que são os responsáveis porque não fazem nada, buscam pela mudança do outro e esquecem que eles precisam também de transformação. São visitantes há anos, e por outro lado há igrejas que fazem muito barulho mas nada acontece na vida de ninguém; - Procure servir a Deus num lugar onde realmente a palavra Dele seja pregada e se cumpra. Se Deus diz que cura, transforma e até ressuscita mortos e você diz que o serve então sua vida deve refletir isso e os milagres precisam acontecer. Usando a fé inteligente: - Quantas palavras e ministrações você já ouviu? Quantas realmente colocou em prática? - Muitas vezes as pessoas ouvem o que devem fazer, mas não fazem. Colocam obstáculos e impedimentos e aí não vivem a promessa; - Seja sábio (a). Não busque orientação de alguém ou de um pastor se você não está interessado em obedecer. Pois uma vez que você sabe o que deve fazer e não faz, ou faz ao contrário, será você mesmo que terá que conviver com as conseqüências da dureza e rebeldia do seu coração; - Oração e jejum são as armas do filho de Deus para lutar contra o inimigo, então se coloque na presença Dele e o busque incessantemente até receber a resposta; - Não desanime. A guerra não é fácil, mas fica pior se você se recusar a lutar. Só alcança vitória quem luta, não quem fica se recusando a entrar na luta; - Não deixe a ansiedade tomar conta do seu coração. Não se precipite também; - Famílias restauradas são formadas em primeiro lugar por pessoas curadas, então quando enfrentar por uma crise, não esperneie como uma criança dizendo que Deus é o culpado. Olhe para a sua vida e veja como você contribuiu para esta situação e como pode cooperar com Deus e também ser curado. Assim como você não pode fazer a parte Dele, Deus também não fará a sua parte; - Lembre-se: : Não importa ter roupa de soldado, aparência de soldado e falar como soldado se na hora da luta você recua. Não adianta dizer que serve a Deus, e na hora das adversidades se voltar contra Ele ou contra as pessoas. Nossa revolta deve ser contra os problemas não contra Deus ou as pessoas. Deus é contigo e Ele é sempre maior que o problema. Creia Deus pode e vai restaurar seu casamento. Não desista dos seus sonhos

O silêncio acaba com o diálogo e torna a reconciliação cada vez mais difícil

. O silêncio também é ira. "O bater do leite produz manteiga, o espremer do nariz produz sangue; assim o forçar da ira produz contenda" (Provérbios 30.33). Existe um silêncio benéfico - silenciar diante do nervosismo do outro, para não colocar mais fogo na fervura. Janice minha esposa é mestra nesse tipo de silêncio. Seria impossível escrever a história da minha vida sem mencionar Janice. Como testemunhar minhas vitórias sem ela. Janice é uma carta de amor viva que Deus escreveu direto para mim. O seu modo de ser me faz lembrar que ser um marido, um pai e um amigo não é trabalho - é minha vida e um prazer. Juntos, aprendemos a perdoar, a rir de nós mesmos, e a voltar aos princípios que nos fazem felizes - amor, oração, perdão, diálogo, ceder, fidelidade, reconhecer erros, praticar a Palavra e honrar um ao outro. Não importa o que aconteça, podemos superar os problemas. As lutas não aparecem para nos destruir, mas para tornar o nosso amor cada vez mais maduro e forte. Pregar não é o meu primeiro ministério. Não me entenda mal; Deus tem me usado para restaurar e transformar pessoas. Pregar é minha vocação, meu chamado. Meu primeiro ministério é amar minha esposa e meus filhos. Cuidar deles, fazê-los felizes, prover suas necessidades, liderar suas vidas para que eles se tornem melhores, jogar bola com meus filhos, dar risadas ao redor da mesa, ajudá-los a corrigir seus erros e a amadurecer, escutar suas queixas, aconselhá-los quando estão indecisos. Ser marido, pai e amigo é o meu primeiro ministério. Pregar e ministrar vem em segundo lugar, em primeiro lugar está a minha família. Nada é mais importante do que minha família.

10 elogios que seu marido precisa ouvir!

Você vai longe no casamento se for a maior fã de seu marido. Diga um destes 10 elogios e faça o dia do seu marido ser inesquecível. As coisas que dizemos têm um grande impacto em nossos casamentos. Os homens, por vezes, ganham a reputação de ser o sexo menos comunicativo, mas isso não significa que eles não se alegram com palavras de apreço vindas de suas esposas. Esteja o seu marido implorando ou não por afeto verbal, aqui estão dez elogios que ele precisa ouvir. * 1. Sou tão feliz por ter me casado com você. Os homens precisam se sentir seguros no casamento, e o caminho mais rápido para deixar o seu marido saber que ele ainda é o único é dizer isso a ele sem rodeios. Esse é um grande elogio, pois pode sair completamente do nada, sem que ele tenha que fazer nada para merecê-lo. Elogios espontâneos soam genuínos e sinceros. * 2. Admiro o seu modo de prover para a nossa família. Homens exigem muito de si mesmos quando se trata de suprir as necessidades da família, e eles precisam que você reconheça seus esforços. Deixe seu marido saber que ele não tem que ganhar milhões para fazê-la feliz. * 3. Estou muito orgulhosa de você. Você vai longe no casamento se for a maior fã de seu marido. Em um mundo que continuamente o derruba, seja a mão que sempre irá levantá-lo. * 4. Você é um ótimo pai. Se você tem filhos, elogie o seu marido por seu envolvimento com a família. A sociedade moderna muitas vezes diz aos pais que eles vêm em segundo lugar após as mães, então o deixe saber que ele é um bem precioso para sua família. * 5. Você é tão atraente. Seu marido precisa saber que você ama sua aparência, mesmo depois de alguns anos e alguns quilos extras. Muitos homens demonstram e recebem amor através do toque e da intimidade física, então elogiar seu corpo é uma das maneiras mais rápidas de lhe mostrar o amor de uma forma que ele entenda. * 6. Obrigada por consertar o secador quebrado. Sempre que seu marido desempenha o papel de "Senhor conserta tudo" em casa, elogie seus esforços. Ele precisa se sentir capaz, especialmente quando ele está cuidando de você. * 7. Obrigada pela ajuda em casa. Ajudar pode ser um pouco assustador para o homem. Possivelmente ele sente que você tem a sua própria maneira de fazer as coisas e ele pode estar com medo de estragar seu sistema. Agradeça-lhe sinceramente quando ele ajuda, independentemente se ele dobra ou não os lençóis da maneira "correta". * 8. Você sempre me faz rir. Deixe seu homem saber que ele ilumina o seu dia e traz energia positiva em casa. Mesmo que o seu marido não seja do tipo engraçado, você ainda pode cumprimentar o seu sorriso fantástico. * 9. Você é tão forte. A próxima vez que o seu marido levantar uma carga pesada na lavanderia, pisque várias vezes e elogie o seu super-homem, ainda que você pudesse ter feito a tarefa sozinha. Os maridos precisam saber que são bons em algumas coisas, e eles certamente precisam saber que são bons aos seus olhos. * 10. Eu amo passar tempo com você. Somos todos apanhados na lida da vida cotidiana, por isso deixe o seu cônjuge saber que você ainda ama simplesmente sair com ele. Afinal de contas, você vai ser sua melhor amiga e companheira constante para sempre. Tome um pouco de tempo hoje para agradecer ao homem da sua vida por tudo o que ele faz. Não demore muito para melhorar o dia do seu marido, aumentar sua confiança e fazer com que ele queira fazer o mesmo por você em retribuição. Deus abençõe sua família e seu casamento hoje e sempre no nome de Jesus. Amém!

Como ser feliz no casamento

O bom relacionamento entre marido e mulher é fundamental para o matrimonio feliz e este é indispensável para que haja uma família saudável. Numa visão cristã, com base na Bíblia, procuramos analisar alguns fatores importantes para a harmonia conjugal. Todo cristão sabe que o casamento é de origem Divina (Gn.1.27; 2:18-24). Podemos dizer que o casamento tem como objetivo primordial a união legítima entre um homem e uma mulher para: - A felicidade do homem - Construir família - Servir a Deus - Adorar a Deus Com isso Deus visava propiciar ambiente e condições para felicidade do homem, não o deixando em solidão (Gn 2.18). O QUE É NECESSÁRIO PARA UM CASAMENTO FELIZ Aceitar os princípios da palavra de Deus para o matrimônio O Cristão deve ter em mente que em tudo na vida deve submeter-se á palavra de Deus, como servo (Mt 20.25-28), temer a Deus e andar nos seus caminhos (Sl.128). Submeter-se ao Espírito Santo para obedecer a palavra de Deus Somente com o poder do Espírito Santo o casal tem condições de obedecer á palavra de Deus com relação ao casamento. Para tanto, precisa do Fruto do Espírito em seu relacionamento, conforme (Gl 5.22-23). O homem espiritual e a mulher espiritual, que são verdadeiros cristãos, demonstram isso na vida diária: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Havendo essas maravilhosas virtudes do Espírito, o casal o casamento e a família serão felizes. Casamento Feliz Com base na palavra de Deus, temos a seguir os requisitos que consideramos mais importante: *Independência (Gn 2.24) 1) Emocional 2) Domiciliar 3) Financeira União Espiritual - Os dois precisam ter as mesmas convicções espirituais (2 Co 6.14); - Precisam ter o mesmo comportamento espiritual no servir Deus (1 Pe 3.7). União Psicologica - Refere-se á união dos temperamentos, dos sentimentos, das emoções (1 Co 1.10); - Equilíbrio emocional ¨temperados¨ fruto da temperança (Gl 5.22). União Intelectual - Resultante da formação de instrução do conhecimento adquiridos. Se possível, dois devem ter o mesmo nível intelectual aproximados. União Social - O casal origina-se de famílias diferentes: pais, sogros, parentes; - constituem família (grupo social) - Sociedade Casa – Família – Sociedade - Aspecto legal (1 Co 7.39) União Fisica /Sexual 1) Sua natureza - Prevista por Deus (Gn 1.27-28; 2.24) Não era, nem é e nem será pecado, dentro dos princípios de Deus (Hb 13.4). 2) Sua finalidade - Procriação (Gn 1.28) - Ajustamento mútuo entre marido e mulher (1 Co 7.1-7) - Satisfação (bem estar, prazer) Pv 5.18; Ec 9.9 (ver livro de cantares de Salomão) - Deus valoriza a união sexual entre marido e mulher (Dt 24.5) 3) Como deve ser, no plano de Deus - Exclusiva; - Monogâmica; - Alegre (Pv 5.18); - Santa (1 Pe 1.15; 1 Ts 4.4-8); - Natural (Ct 2.6; 8.3); - Observar o significado do corpo para Deus como: (1Co 6.19-20) Templo de Deus, propriedade do Espírito Santo. União Amorosa - O marido deve amar sua esposa, até de modo sacrificial (Ef.5.25); - A esposa deve amar o seu esposo (Tt 2.4). Como demonstrar o Amor - Com afeto, com carinho, com palavras (Ct 4; Pv 31.29); - Com gestos, abraços carícias (1 Jo 3.18; 1 Pe 3.8); - Fazendo o possível em favor do outro (Ef 5.25); - Zelando um ao outro (Ef 5.29); O amor é o elo principal do relacionamento entre o marido e a mulher. Se não houver o amor tudo desaba. Este amor deve estar dominado pelo amor Ágape (1 Co 13). Respeito - O marido deve respeitar a mulher (1Pe 3.7); - A mulher deve respeitar o marido (Ef 5.33); - Um não é maior que o outro (1 Co 11.11; Gl 3: 26-28). Comunicação - É necessário disponibilidade de tempo para comunicação entre casal (Ec 3.1-8); - Inimigos da comunicação: a) Excesso de trabalho no lar, no emprego, na igreja; b) Desunião (Tg 3.13-18); c) Desvio de atenções: Televisão, atividades, amigos. Entender o conceito de liderança cristão no Lar: 1) O marido é a cabeça (o líder) do casal e do Lar (Ef. 5.22-23); 2) A mulher é vice-líder, ao lado do marido (adjutora) (Gn. 2.18; 1 Tm 5.14); 3) A liderança do casal esta sob a liderança de cristo (1 Co 11.1-3); Deus < Cristo < Marido < Esposa < Filhos Podemos entender então, que para ter uma vida familiar e conjugal feliz precisamos cumprir os princípios de Deus de acordo com a sua Palavra. Que Jesus os abençoe grandiosamente!

Qual a diferença do banho da mulher e do homem?

BANHO DAS MULHERES: 1 . Tira a roupa e coloca no cesto de roupa suja. 2. Vai para o banheiro de roupão. 3. Se cruza com o marido no caminho, cobre o corpo. 4. Pára diante do espelho e analisa o corpo. 5. Força a barriga para fora para poder se queixar que está mais gorda do que realmente está. 6. De costas, empina a bubm para verificar a celulite. 7. Antes de entrar no box, organiza a toalha para o rosto, a toalha para os cabelos e a toalha para o corpo. 8. Lava o cabelo com xampu. 9. Enxágua longamente. 10. Repete o processo de lavar o cabelo com o xampu. 11. Enxágua longamente de novo. 12. Enche o cabelo com condicionador e deixa por 15 minutos. 13. Lava o rosto com sabonete esfoliante até que o rosto fique vermelho.. 14. Lava o resto do corpo com sabonete hidratante para o corpo. 15. Tira o condicionador do cabelo. 16. Este processo leva 10 minutos. Ela deve estar segura que todo o condicionador foi retirado. 17. Depilação de axilas, pernas e área do biquíni. 18. Desliga a ducha. Escorre toda a água dentro da ducha. 19. Sai da ducha e se seca com uma toalha do tamanho da África Meridional. 20. Enrola uma toalha super absorvente na cabeça. 21. Revisa mais uma vez o corpo em busca de detalhes. 22. Retorna ao quarto com o roupão. 23. Se encontra o marido, se cobre mais ainda e corre para o quarto.. 24. Uma hora e quarenta minutos depois, está vestida e pronta. AGORA A MELHOR PARTE!!! O BANHO DOS HOMENS: 1. Sentado na cama, vai tirando toda a roupa, arrotando, soltando gases e jogando tudo no piso em frente. 2. Cheira as meias e a cueca, para após lançá-las sobre o montinho formado. 3. Vai pelado até o banheiro. 4. Se encontra a esposa no caminho, balança o p. imitando um ventilador. 5. Pára defronte ao espelho para ver o físico. 6. Encolhe a barriga. 7. Faz pose de halterofilista. 8. Checa o tamanho do p. 9. Por fim, coça o s. 10. Entra na ducha. 11. Não se preocupa com toalhas. Se não tiver por ali uma de banho, vai se secar com a de rosto mesmo ou com o ropão. 12. Lava o rosto com sabão. 13. Se mata de rir com o eco que faz dentro do box quando solta gases. 14. No banho, deixa cabelos do s. no sabão. 15. Lava o cabelo com qualquer xampu. 16. Não usa condicionador. 17. Faz um penteado punk. 18. Sai da ducha para ver no espelho como ficou seu penteado punk. 19. Morre de rir. 20. Faz xixi dentro do box. 21. Faz toda a vizinhança ouvir quando assoa o nariz dentro do box. 22. Tira o xampu e sai imediatamente da ducha. 23. Não se dá conta de que todo o banheiro está molhado pois, tomou banho com o box aberto. 24. Quase seco, pára outra vez diante do espelho. 25. Contrai os músculos e revisa o tamanho do p. 26. Coça o s. 27. Sai do banheiro e deixa a luz acesa. 28. Deixa pegadas molhadas com espuma de sabão. 29. Volta para o quarto. 30. Se encontra a esposa no caminho, volta a balançar o p.., imitando ventilador. 31. Dá um tapa na bubum da esposa. 32. Chuta as roupas que estão no piso do quarto para um canto. 33. Quatro minutos depois está vestido, pronto e perguntando se a esposa ainda vai demorar muito. Fonte: Fonte: Amo Família Qual a diferença do banho da mulher e do homem? BANHO DAS MULHERES: 1 . Tira a roupa e coloca no cesto de roupa suja. 2. Vai para o banheiro de roupão. 3. Se cruza com o marido no caminho, cobre o corpo. 4. Pára diante do espelho e analisa o corpo. 5. Força a barriga para fora para poder se queixar que está mais gorda do que realmente está. 6. De costas, empina a bubm para verificar a celulite. 7. Antes de entrar no box, organiza a toalha para o rosto, a toalha para os cabelos e a toalha para o corpo. 8. Lava o cabelo com xampu. 9. Enxágua longamente. 10. Repete o processo de lavar o cabelo com o xampu. 11. Enxágua longamente de novo. 12. Enche o cabelo com condicionador e deixa por 15 minutos. 13. Lava o rosto com sabonete esfoliante até que o rosto fique vermelho.. 14. Lava o resto do corpo com sabonete hidratante para o corpo. 15. Tira o condicionador do cabelo. 16. Este processo leva 10 minutos. Ela deve estar segura que todo o condicionador foi retirado. 17. Depilação de axilas, pernas e área do biquíni. 18. Desliga a ducha. Escorre toda a água dentro da ducha. 19. Sai da ducha e se seca com uma toalha do tamanho da África Meridional. 20. Enrola uma toalha super absorvente na cabeça. 21. Revisa mais uma vez o corpo em busca de detalhes. 22. Retorna ao quarto com o roupão. 23. Se encontra o marido, se cobre mais ainda e corre para o quarto.. 24. Uma hora e quarenta minutos depois, está vestida e pronta. AGORA A MELHOR PARTE!!! O BANHO DOS HOMENS: 1. Sentado na cama, vai tirando toda a roupa, arrotando, soltando gases e jogando tudo no piso em frente. 2. Cheira as meias e a cueca, para após lançá-las sobre o montinho formado. 3. Vai pelado até o banheiro. 4. Se encontra a esposa no caminho, balança o p. imitando um ventilador. 5. Pára defronte ao espelho para ver o físico. 6. Encolhe a barriga. 7. Faz pose de halterofilista. 8. Checa o tamanho do p. 9. Por fim, coça o s. 10. Entra na ducha. 11. Não se preocupa com toalhas. Se não tiver por ali uma de banho, vai se secar com a de rosto mesmo ou com o ropão. 12. Lava o rosto com sabão. 13. Se mata de rir com o eco que faz dentro do box quando solta gases. 14. No banho, deixa cabelos do s. no sabão. 15. Lava o cabelo com qualquer xampu. 16. Não usa condicionador. 17. Faz um penteado punk. 18. Sai da ducha para ver no espelho como ficou seu penteado punk. 19. Morre de rir. 20. Faz xixi dentro do box. 21. Faz toda a vizinhança ouvir quando assoa o nariz dentro do box. 22. Tira o xampu e sai imediatamente da ducha. 23. Não se dá conta de que todo o banheiro está molhado pois, tomou banho com o box aberto. 24. Quase seco, pára outra vez diante do espelho. 25. Contrai os músculos e revisa o tamanho do p. 26. Coça o s. 27. Sai do banheiro e deixa a luz acesa. 28. Deixa pegadas molhadas com espuma de sabão. 29. Volta para o quarto. 30. Se encontra a esposa no caminho, volta a balançar o p.., imitando ventilador. 31. Dá um tapa na bubum da esposa. 32. Chuta as roupas que estão no piso do quarto para um canto. 33. Quatro minutos depois está vestido, pronto e perguntando se a esposa ainda vai demorar muito. Fonte: Fonte: Amo Família

QUE FILME É O SEU CASAMENTO?

Tema: QUE FILME É O SEU CASAMENTO? Não é novidade para ninguém o fato de ser o casamento um grande desafio. Isso se torna mais verdade ainda quando vemos a o resultado da enquete colocada no site do Ministério Amovc relacionada a pergunta: “Se fosse dado um nome de um filme ao seu casamento, qual desses seria mais apropriado? O mais votado foi “A difícil arte de amar” com 34,8%. Filmes como ”Amor, sublime amor”, “Laços de Ternura”, “Um amor para recordar” e “Segredos e mentiras” também receberam considerável votação. Certamente se considera realista aquele que pontua o casamento como uma “arte” composta de muitos “nós” que precisam ser desatados. A grande questão é que, mesmo sendo difícil, é possível. Ao mesmo tempo em que se convive com obstáculos e desatinos, se pode conviver também com acertos, alegrias e prazeres oriundos de alinhamentos, descobertas, boa dose de paciência e muito bom humor. A “difícil arte de amar” nos parece, a princípio, algo negativo, ruim de se encarar, mas é bem possível vê-la como algo tremendamente positivo a partir do momento em que se encara as dificuldades como desafios a serem vencidos. Para tanto é preciso um certo investimento por parte de quem ama. Não se pode ignorar as literaturas, palestras, encontros, sermões, artigos mensagens e outras oportunidades para se conhecer melhor e para conhecer melhor o universo que abrange o relacionamento interpessoal. Estar com o outro e, mais ainda, viver com um outro, pressupõe muitas questões que, geralmente, não são tão doces como se prevê nos finais das histórias de amor: “E viveram felizes para sempre...”. Uma palavra que representa bem esta questão é satisfação, não no melhor sentido da palavra mas no pior. Mas existe um “pior” sentido da palavra satisfação? Sim. É quando ela significa acomodação, paralisação ou estagnação. Existem pessoas que pararam no tempo e no espaço e quando arguidas pelos motivos de tanta letargia elas responde: - “É por nada não. Tá tudo bem!” Será que está tudo bem mesmo? Se está, por que tanta infelicidade disfarçada? Por que tanto lamento às escondidas? Por que tanto choro na madrugada? “Satisfação” pode ser um grande veneno para as relações. Ela pode acontecer mas tem que ser temporária, porque novos desafios e novas necessidades sempre surgirão e quando chegam, é a hora de investir mais na relação, conhecer mais a necessidade do outro e buscar mais intimidade. Vale ressaltar que quando não se tem este tipo de vivencia e consciência o “nome do filme” pode ser outro como o resultado desta mesma enquete mostrou: “Dormindo com o Inimigo” (5,1%), “A Bela e a Fera” (2,8%) e “Lua de Fel” (1,1%). Ainda que sejam em percentuais pequenos, não se pode deixar de lamentar o fato de existirem casamentos com marcas de inimizades e desencontros tão latentes. Amar é difícil, mas é fascinante. Fascinante porque é dinâmico, vivo, se constrói a cada dia, dia após dia, desafio após desafio. A cada manhã se descortina uma nova cena desse “filme” que pode ser recheada de carinho, respeito, compreensão e boas gargalhadas. Deus, o autor do “filme” chamado casamento, tem sugerido roteiros maravilhosos. Basta apenas o bom desempenho dos “atores principais”: você e seu cônjuge.

:COMO RECONSTRUIR SEU CASAMENTO

A confiança é talvez um dos elementos mais importantes de um casamento. O que acontece quando essa confiança é quebrada por uma ou mesmo duas das pessoas em um casamento? Um casamento pode implodir, e, infelizmente, pode acabar em divórcio. Outras vezes, uma relação de confiança não pode ser quebrada, mas um casal tem crescido ao longo dos anos além. Como você pode passar os problemas que causaram a dor ou o distanciamento em primeiro lugar? Independentemente da sua situação específica, esta lista de sugestões que podem ajudar a reconstruir e reparar o seu casamento. PERDOE: A fim de reconstruir o seu casamento, você deve perdoar o seu cônjuge para o que quer que seja que aconteceu. Isso não significa que você tem que esquecer o que ele ou ela fez, mas é honesta e sinceramente necessidade de perdoar. Se você não pode perdoar o seu cônjuge para o que você acredita que ele ou ela fez ou disse, então você precisa perguntar o porquê. Que é isso que você está parando de perdoar ele? Se você achar que não pode perdoar ele, é pouco provável que você irá reconquistar a confiança de que é tão importante para um bom relacionamento. PARAR O COMPORTAMENTO: Vamos ser francos. Se você está tentando reconstruir o seu casamento devido a um problema confiança, então a pessoa que quebrou a confiança no relacionamento precisa de parar qualquer que seja ele ou ela estava fazendo que quebrou essa confiança para começar. Afinal, como um casamento pode ser reconstruído se o problema que estava causando o problema ainda persiste no casamento? Precisa parar, a fim de reconstruir. A COMUNICAÇÃO É FUNDAMENTAL: A comunicação é fundamental. Para reconstruir um casamento, você deve comunicar! Falar abertamente com o seu cônjuge e dizer-lhe os seus sentimentos. Não mantenha como você se sente no interior ou no frasco para cima os seus sentimentos. Identifique qual é o problema e falar sobre isso. Sua esposa (o) deve mostrar um interesse sincero na reconstrução da relação e deve ter em conta tudo o que sentem e pensam.

Curso Formação em Psicanálise, Psicoterapia de família e de Casais.

Paz, Não perca esta oportunidade, venha estudar Formação em Psicanálise, Curso Ciência do Comportamento e Potencial Humano. Curso de Neurociência, Curso de
Veja pelo site:www.ministeriodecasaisamovc.com Pr. Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros.

15 segredos para um casamento feliz

15 segredos para um casamento feliz
Conquistar e manter um casamento feliz exige esforço e comprometimento de ambos. Veja 15 segredos para você ser feliz e fazer o cônjuge feliz. O “felizes para sempre” pode se concretizar na vida real assim como nos contos de fadas. Não é algo que se conquista de uma hora para outra. Ele provém de inúmeras pequenas atitudes e decisões acertadas. Não precisamos esperar até o fim para que a felicidade aconteça. Pelo contrário, devemos buscá-la diariamente. As atitudes sábias contribuem para a felicidade a dois, e uma boa dose de sensibilidade permite que a encontremos nas coisas mais simples. Veja 15 segredos para você ser feliz e fazer o outro feliz: 1 – Não adie a felicidade Algumas pessoas esperam que a felicidade conjugal chegue quando comprarem sua casa, ou quando tiverem seu primeiro carro, ou quando encontrarem um emprego melhor, ou quando conquistarem seu diploma universitário. Seja feliz agora, com o que você tem. 2 – Sinta gratidão e externe-a ao seu cônjuge A gratidão está diretamente relacionada à felicidade. Reconheça, nas mínimas coisas, motivos para ser grato. Externe a gratidão que você sente. Aquela palavrinha mágica que aprendemos na infância deve ser empregada abundantemente no casamento. Diga coisas como: “Obrigado pelo bem que você me faz!”, “Obrigado por ser tão gentil!”, “Obrigado pelo delicioso jantar!”. Procure motivos para agradecer ao seu cônjuge, e você encontrará. 3 – Confie e seja confiável Um casamento atormentado pelo ciúme não perdura. Confie no seu cônjuge. Dê-lhe motivos para confiar em você. 4 – Fuja das discussões As discussões são as maiores ciladas em um casamento. Em vez de se alterarem numa conversa, deem um tempo até que a cabeça esfrie. Dê uma volta, tome um banho, retire-se um pouco. Quando os ânimos acalmarem, conversem civilizadamente. 5 – Demonstrem seu amor fisicamente Tocar, acariciar, beijar, andar de mãos dadas, abraçar, são atitudes essenciais para manter viva a chama do amor. As relações sexuais sadias dentro do casamento são muito importantes, mas não devem ser o único foco. Os abusos, por sua vez, de forma alguma são aceitáveis. Eles destroem o amor romântico e acabam com a beleza natural da intimidade sexual no casamento. 6 – Seja honesto nas finanças Não há felicidade conjugal que resita à falta de clareza quando o assunto é dinheiro. 7 – Surpreenda Faça algo inesperado. Um bilhetinho no bolso da camisa, uma flor quando voltar para casa, um presentinho, um jantar romântico sem avisar, uma mensagem de amor no celular, um passeio, etc. 8 – Elogie Dê elogios sinceros à pessoa que você ama. Fale do seu sorriso, do olhar, dos cabelos, do caráter, da voz, da forma como ela se comporta, da sua postura, do ótimo profissional que é, da ótima dona de casa e mãe, enfim, faça seu cônjuge saber o quanto você o admira. 9 – Dê apoio Apoie seu cônjuge num projeto pessoal ou profissional, num momento de doença, de tristeza ou de fraqueza. Ajude-o a superar suas dificuldades. "O casamento é como uma longa viagem em um pequeno barco a remo: se um passageiro começar a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário, os dois afundarão juntos." David Reuben. 10 – Andem na mesma direção A felicidade conjugal só é possível se ambos tiverem a visão sobre a vida, valores e interesses semelhantes; forma parecida de se comportar e objetivos comuns, sejam temporais ou eternos. 11 – Seja a mesma pessoa que era durante o namoro No início do namoro é comum que as pessoas queiram surpreender, ser atraentes, fazer mil coisas para agradar, mostrar o melhor de si. Depois de algum tempo convivendo juntos, dá para ter uma ideia melhor de como a pessoa é, dos seus defeitos e de como ela se porta nas mais diversas situações. É natural que um namoro maduro evolua para um noivado e um casamento. Algumas pessoas pensam que, por já estarem casadas, podem cair no desleixo, seja na aparência ou nas atitudes. Não cortejam mais, namoram pouco, não se arrumam nem ficam cheirosas. Sentem-se no direito de agirem com grosseria ou serem mal-humoradas grande parte do tempo. Obviamente, aquele corpinho esbelto de solteiro acabará ficando para trás com o passar do tempo. Não tem como lutar contra o metabolismo e a lei da gravidade. No entanto, muito pode ser feito para se manter atraente física, intelectual, emocional e espiritualmente. "O bom casamento é um eterno noivado." Theodor Körner). 12 – Dialogue constantemente O diálogo é a chave da solução dos problemas. 13 – Seja altruísta A preocupação com o bem-estar do outro é uma das mais importantes atitudes para a felicidade conjugal. Esqueça o “eu”. Deixe o egoísmo de lado e busque satisfazer as necessidades do outro acima das suas. 14 – Seja fiel em pensamento, palavras e ações A fidelidade é um assunto muito sério. Vemos tantos casamentos desfeitos porque o homem ou a mulher olhou para o lado, viu alguém muito atraente, não conseguiu (porque não se esforçou o bastante) tirar a pessoa do pensamento e acabou fazendo besteira. “No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam.” Carlos Drummond de Andrade. A qualquer sinal de alerta, fuja da tentação. 15 – Peça perdão e perdoe Somos seres imperfeitos e algumas vezes metemos os pés pelas mãos. Sempre que isso acontecer não adie um pedido sincero de desculpas. Sempre que seu cônjuge lhe magoar, perdoe-o prontamente. Dar e receber perdão são essenciais para uma vida plena a dois. Em suma, o segredo para um casamento feliz é fazer o bem, ser correto no agir, no falar e no pensar. É tratar o outro como gostaríamos de ser tratados. Sempre que você tiver dúvida sobre o impacto de uma palavra ou decisão sobre o seu casamento, coloque-se no lugar do seu cônjuge. Você saberá o que fazer.